O projeto Fundos Submersos Vegetados está focado no estudo de habitats bentônicos dominados por plantas e macroalgas que crescem sobre substratos inconsolidados (i.e. fundos arenosos ou areno-lodosos) da costa brasileira. Dentre estes estão principalmente pradarias de gramas marinhas e bancos de rodolitos. Apesar da sua importância ecológica no aumento da estabilidade de sedimentos marinhos, na melhoria da qualidade da água, na estruturação das comunidades e no fornecimento de alimento e proteção para espécies pesqueiras, estes habitats estão globalmente em declínio, principalmente devido à ocupação costeira e degradação ambiental. Pradarias de gramas marinhas e bancos de rodolitos são ainda altamente vulneráveis a quase todos os impactos causados por mudanças climáticas, como aumento da temperatura, elevação do nível do mar, acidificação dos oceanos, eventos extremos e mudanças no balanço hidrológico de regiões costeiras. O estudo e monitoramento dos Fundos Submersos Vegetados é urgente e fundamental ao planejamento da conservação e ao manejo dos habitats bentônicos brasileiros.

Saiba mais sobre o Mapeamento de Pradarias de Gramas Marinhas no Brasil no Facebook

 
 Projetos

  • Mapeamento e caracterização dos habitats de forrageio e dos impactos sobre o peixe-boi marinho (Trichechus manatus manatus) no nordeste do Brasil (Profa. Dra. Karine Matos Magalhães - UFRPE)
  • Biodiversidade dos ecossistemas recifais de Alagoas (Profa. Dra. Monica Dorigo Correia - UFAL)
  • Bioprospecção da flora marinha do baixio sul da Bahia: subsídios à conservação de berçários da biodiversidade e à mitigação de impactos à saúde pública (Prof. José Marcos de Castro Nunes - UFBA)
  • Sensitividade a disturbios ambientais e a resiliência de algas calcáreas em bancos de rodolitos na Bacia de Campos (Dra. Márcia Figueiredo Creed - Instituto de Pesquisas Jardim Botânico RJ)

 

 

 

Fomento

Vínculo